Tendência

O Câncer de Próstata

A glândula conhecida como próstata é exclusiva dos homens e faz parte do sistema reprodutor. É nessa glândula que é produzido e armazenado o fluido seminal O grande problema está no fato de que ainda existe preconceito em relação ao exame do toque retal realizado pelos médicos para identificar a doença.

Dentre os principais fatores de risco dessa doença estão os hormônios, o ambiente em que se vive os maus hábitos alimentares como, por exemplo, manter uma dieta rica em gorduras e pobre em verdura, frutas e vegetais. O sedentarismo, problema crescente em nossa sociedade, pode representar um fator de risco assim como o excesso de peso.



Sintomas do Câncer de Próstata
 
O câncer de próstata, em grande parte dos casos, cresce bem lentamente e não apresenta sintomas. Quando os tumores já se encontram em estágio avançado podem começar a causar dificuldade para urinar e uma sensação de que não se está esvaziando a bexiga completamente. Tem casos em que existe a presença de sangue na urina. Outros sintomas que aparecem são dor óssea, com destaque para as costas, devido a presença de metástases. Esse é um sinal de que a doença evoluiu e chegou a um patamar de mais risco.

Recomendações

Homens que apresentam fatores de risco de desenvolver essa câncer devem fazer os exames antes de chegar aos 50 anos (idade em que é recomendado a começar a fazer o exame do toque uma vez por ano).

São considerados como grupos de risco descendentes de homens negros ou homens que tenham casos de familiares de primeiro grau com a doença antes dos 65 anos. Nesses casos a recomendação é começar a fazer os exames com 45 anos.

Quem tem casos de familiares com câncer de próstata diagnosticado antes dos 65 anos tem um risco mais alto de ter a doença. Sendo assim é bom começar a fazer os exames a partir dos 40 anos.

Os homens cujos níveis de PSA estão abaixo de 2,5 ng/mL devem fazer o exame a cada 2 anos. Quem apresenta o PSA acima dessa valor deve fazer o exame uma vez por ano.

É importante saber que é comum que os resultados de PSA e até mesmo do toque retal apresentem problema, mas sem necessariamente significar que se trata de câncer de próstata. Para ter certeza do diagnóstico da doença é essencial continuar com as consultas médicas.

Para prevenir a doença é possível manter uma dieta equilibrada e também praticar exercícios físicos com regularidade

Diagnóstico

Para diagnosticar câncer de próstata o médico precisar realizar o exame físico do toque retal além de um exame de laboratório para saber qual é a dosagem de PSA no sangue.

No exame físico o médico pode sentir se a próstata está no tamanho normal, quando ela aumenta é sinal de que algo não vai bem. Em caso de aumento da próstata ou de alteração do PSA é necessário realizar uma biópsia para verificar se existe a presença de um tumor e se ele é maligno.

Em caso de ser é necessário que o paciente realize outros exames de laboratório para saber qual é o tamanho desse tumor bem como se existem ou não metástases.

Tratamento

O tratamento utilizado para o tumor depende do seu tamanho e da sua classificação bem como a idade do paciente. Uma das possibilidades para tratamento é a prostatectomia radical (remoção cirúrgica da próstata), hormonoterapia, radioterapia e também medicamentos. No caso de pacientes idosos é importante buscar por tratamentos menos invasivos. 

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem